Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/wwwparoq/public_html/plugins/system/gcalendar/gcalendar.php on line 61
Paróquia de S. Martinho de Bougado - Trofa - Igreja Paroquial

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/wwwparoq/public_html/templates/yoo_subway/html/config.php on line 13

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/wwwparoq/public_html/templates/yoo_subway/html/config.php on line 13

Igreja Paroquial


Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/wwwparoq/public_html/templates/yoo_subway/html/config.php on line 13

igreja matriz1O actual edifício da igreja paroquial de São Martinho de Bougado foi construído no mesmo local da igreja "pequena e muito antiga". A data da construção encontra-se gravada no frontispício, 1780, conjuntamente com a de 1916 que assinala a sua restauração e aumento.

Desconhece-se exactamente quem foi o autor da iniciativa. Há quem aponte para o Abade Inácio Pimentel.

Porém, ela foi inaugurada em 1780, sendo pároco da freguesia, há três anos, o Abade Manuel Joaquim de Oliveira.

Era, como ainda hoje, um templo de uma só nave. Na capela-mor encontravam-se o respectivo altar e a tribuna com o sacrário. Lateralmente, dava acesso à sacristia, do lado esquerdo, e à casa da fábrica, do lado direito. No corpo da igreja, separado da capela-mor pelo arco cruzeiro, havia três altares laterais, púlpito, pia baptismal e coro. Os altares e as sanefas quer das janelas e portadas como do arco cruzeiro eram de estilo abarrocado, ao tempo em uso.

Na frente erguia-se lateralmente a torre com quatro janelas sineiras ocupadas por três sinos.

Em 1905 já havia mais dois altares, em estilo artístico diferente. Na mesma data também funcionava um órgão, provavelmente o agora restaurado no coro e um relógio.

Na torre, ainda hoje se pode ver, na face poente, um mostrador de relógio, de granito. Nessa mesma data as imagens existentes em cada uma das peanhas laterais do altar-mor eram, do lado do Evangelho, a de São Martinho, orago da igreja paroquial, e do lado da Epístola, a de S. Tomás de Aquino.

Havia cinco altares, dois deles colocados posteriormente aos três existentes aquando da inauguração do templo: um dedicado ao Coração de Jesus e outro a S. José, ainda existentes.

Nos meados de 1886, o edifício da igreja encontrava-se em estado de ruína, tal como a residência paroquial cujo passal lhe ficava ao lado.

Para a reparação houve necessidade de a Junta de Freguesia lançar uma derrama de 65% sobre as contribuições gerais. Nenhum dos fregueses a tal se opôs, pelo que a receita foi obtida e as obras foram feitas.

No começo de 1916, a frontaria do templo começou a ameaçar ruína. Houve necessidade de apeá-la e reconstruí-la de novo.

O pároco António Gonçalves de Azevedo dirigiu um apelo aos seus paroquianos e foi ouvido.

igreja matriz2Assim, além da reparação da frontaria foi aumentada a capacidade do templo, acrescendo-se-lhe ao seu comprimento e mantendo a torre sineira no sítio onde primitivamente foi erigida.

Hoje a igreja paroquial tem as mesmas dimensões e a mesma forma que lhe foram dadas em 1916.

Em 1935 foi inaugurado o 6.° altar erigido em honra de Nossa Senhora de Fátima, adquirido pelo padre Alberto Pinheiro Machado.

Presentemente os seis altares existentes na igreja de São Martinho de Bougado, na sua nave, são os seguintes: de Cristo Crucificado, do Sagrado Coração de Jesus e de Nossa Senhora de Fátima, do lado direito; de Nossa Senhora do Rosário, de Nossa Senhora da Conceição e de S. José, do lado esquerdo. Num nicho, deste mesmo lado, há um nicho com a imagem esculpida da Virgem com o Filho morto.